SÁVIO SOARES

Cinema e música.

“Mr. Swoonatra” – Ele chegou antes do Elvis Presley e dos Beatles.

 

“Desta vez, elas lançaram mais do que rosas, elas jogavam suas calcinhas e sutiãs”. (Nick Sevano – amigo e empresário de Frank Sinatra)

 

O Século Sinatriano teve início com a primeira temporada no Teatro Paramount, em dezembro de 1942, quando o jovem Frankie foi anunciado como atração extra da Orquestra de Benny Goodman. Mas a sua fama já vinha crescendo havia mais de três anos antes da explosiva temporada no Paramount.

A mídia apelidou Sinatra de “Mr. Swoonatra” devido aos desmaios e as histerias que ele provocava nas fãs. Os agentes de publicidade contrataram modelos para gritar quando Sinatra emitisse sensualmente uma nota. Mas não era preciso, segundo um dos agentes outras centenas que não contratamos gritaram mais alto. Outras mais esganiçavam-se, uivavam, beijavam suas fotografias com lábios pintados de batom e o mantinham prisioneiro no seu camarim. Era uma loucura totalmente incontrolável. 

  O escritor Jon Savage no livro “A Criação da Juventude” escreveu sobre a histeria causada pelo jovem Sinatra nas americanas quando este iniciou a sua terceira temporada no Paramount Theatre de Nova York em 12 de outubro de 1944. No livro, Jon Savage comenta sobre a loucura que foi a terceira temporada do mito: (através de reportagens feitas por um fotógrafo e jornalista, à época, para o New York Daily News)

A fila em frente o Paramount Theather na Broadway começa a se formar à meia-noite. Às quatro da manhã são mais de quinhentas garotas, elas vestem meias-soquete, é claro. Às oito da manhã há uma enorme multidão agitada…o teatro logo se  enche…então chega o grande momento. Sinatra aparece no palco – gritos histéricos de Frankie…Frankie…você deve ter escutado os gritos agudos pelo rádio quando ele canta…Multiplique isto umas mil vezes e terá idéia do barulho ensurdecedor…

 Sinatra canta alguns números e deixa o palco às pressas, mas isso não é o fim: uma grande multidão está esperando na porta dos fundos…ele não ousa sair…então ele fica ilhado dentro do teatro…

A ousadia das fãs não tinha limites, quando o teatro fechava, às duas da manhã, era necessária uma vistoria no prédio, para retirar algumas fãs que, mesmo estando lá dia e noite e tendo assistido aos cinco shows do Frank, tentavam se esconder no banheiro feminino e eram expulsas pelas zeladoras. Diz o escritor que o chão e as poltronas do teatro eram lavados constantemente devido ao cheiro insuportável de urina das fãs que não iam ao banheiro com receio de perderem os lugares nos assentos do teatro.

O jovem e franzino Frank Sinatra também teve a fase de ídolo das adolescentes, mas, sem querer menosprezar os outros dois mitos, ele foi mais distante…

Anúncios

19/11/2009 Posted by | Uncategorized | , | 8 Comentários