SÁVIO SOARES

Cinema e música.

“Only The Lonely” – Frank Sinatra


 

Frank Sinatra Sings for Only The Lonely (Capitol, 1958)

 

 

Não, este não é o melhor disco de fossa da década de 50. Trata-se, simplesmente, do melhor álbum de canções para amantes solitários, amores perdidos e boêmios do século 20. Na capa do disco o cantor está com uma lágrima escorrendo pelo rosto pintado de palhaço. Curiosamente, o único prêmio (Grammy) que ganhou foi pela capa do disco. No verso do álbum encontramos uma gravura bem ao estilo Edward Hopper: Um homem urbano comum, solitário num banco de praça, bem próximo a um lampião estilo anos 50.

 A seleção musical é um caso à parte – o clima de fim de noite, de melancolia e de tristeza é imediatamente estabelecido pela música de abertura (Only The Lonely) e segue com Angel Eyes, Whats New (fenomenal!), Guess I’ll Hang My Tears Out To Dry e One For My Baby, entre outras, interpretadas por um Sinatra extremamente comovente.

 Os arranjos e a condução da orquestra foram de Nelson Riddle, formando com Frank Sinatra uma das parcerias mais certeiras da história da música popular norte-americana. Entre os meus amigos sinatrófilos há uma disputa quente em comparação ao também fabuloso álbum conceitual In The Wee Small Hours Of The Morning de 1955, mas, para mim, o disco Only The Lonely é insuperável, ganha por una cabeza.

Anúncios

21/11/2009 - Posted by | Uncategorized | , ,

4 Comentários »

  1. Oi, Sávio!
    Only the Lonely is um dos melhores Albums do Frank. Talvez o mais triste. A dupla Frank-Nelson Riddle rendeu vários discos sensacionais.
    Como disse um amigo de Frank, presente à gravação: Ele canta a letra como se realmente estivesse sentindo tudo oque ela diz.

    Comentário por Lourdes | 22/11/2009 | Responder

  2. Olá Lourdes,

    Estou com você e com o amigo dele.
    Além da voz no topo, o Frankie realmente interpretou cada canção com uma sensibilidade impressionante. O álbum é genial.

    Abração,

    Sávio.

    Comentário por dsaviosoares | 22/11/2009 | Responder

  3. Sinatra tinha o dom de cantar sentindo e transmitindo a verdade da letra, o sentimento do publico em absolutamente tudo o que interpretava.Sem duvida alguma tambem é verdade que para mim Nelson Riddle foi o maior parceiro de Sinatra em todos os tempos seguido de perto por Dom Costa.

    Comentário por Roberto Caravalho | 24/11/2009 | Responder

  4. Grande Roberto,

    Sinatra viveu numa época de grandes compositores, arranjadores e maestros. Nelson Riddle era admirado por todos, inclusive pelo nosso Tom Jobim. Foi uma dupla que deu certo e ficou na história da música popular americana.

    Abração,

    Sávio.

    Comentário por dsaviosoares | 24/11/2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: