SÁVIO SOARES

Cinema e música.

Sean Connery – O maior James Bond completou 80 anos de idade.


Nenhum ator conseguiu superá-lo no papel de do agente secreto britânico com permissão para matar. Coroado “Rei da Escócia” por John Huston, altivo, cético, interpreta com com o rosto, os olhos, os gestos, com todo o seu físico, ao modo de um felino.
 
 

A caminhada para chegar lá, não foi fácil. Filho de um humilde motorista de caminhão, antes de entrar para a Marinha, aos 16 anos, foi leiteiro, balconista e até lustrador de caixões. Depois de participar de um concurso Mr Universo, participou de algumas pequenas produções inglesas e chamou a atenção da diva L, que sugeriu Sean Connery para seu parceiro no filme Vítima de Uma Paixão (1959).

Mas o ano da virada rumo ao sucesso foi 1962. Os produtores Harry Saltzman e Gilberto Broccoli o contrataram para ser James Bond em O Satânico Dr. No. O resto é história. Sean Connery, ao contrário dos outros intérpretes do agente secreto, apesar de gostar de alguns deles, jamais será coberto pela poeira dos tempos. Por um simples motivo: ele é maior do que quaisquer dos seus personagens.

A Academia de Hollywood registra várias injustiças durante os anos de premiação. Posso citra, Ava gardner, Robert Mitchum e Kirk Douglas. Em alguns casos, para não “desagradar” totalmente, resolve premiar como ator coadjuvante. Foi o caso do grande Sean Connery que, por incrível que pareça, durante toda a fértil carreira profissional ganhou apenas um Oscar de coadjuvante pela atuação no ótimo filme Os Intocáveis (1987).

Além dos 007, sete filmes com Sean Connery que, se fosse você, teria em casa para ver e rever.

O Homem Que Queria Ser Rei (1975)

O Primeiro Assalto ao trem (1978)

Outland – Comando Titânio (1981)

O Nome da Rosa (1987)

Os Intocáveis (1987)

A Caçada ao Outubro Vermelho (1989)

Sol Nascente (1994)

Dia 25 de agosto Sean Connery completou 80 anos de idade. Atuou em muitos filmes mesmo sendo portador da síndrome da fadiga crônica (neurastenia ou timastemia) e, após superar um câncer na garganta, se retirou do cinema dignamente. Viveu muito tempo em uma mansão na praia de Marbella na Espanha e, pelas últimas informações, hoje vive com a segunda esposa Micheline Roqueburn (desde 1975) nas Bahamas. Por fim, continua defendendo tudo que esteja relacionado a sua amada Escócia. Parabéns Bond, James Bond – jamais haverá outro agente secreto do mesmo naipe. 
Anúncios

30/08/2010 - Posted by | Uncategorized |

2 Comentários »

  1. olá,Sávio como vai, tudo bem. meu nome é charles d. quadros.olha voce escreve muito bem, não chego nem na ulha do seu pé. não sou muito bom com as palavras, mas, vamos, lá. gosto muito dos assuntos que voce escreve:cinema e música, essas duas coisas são o meu hoby. vejo que voce entendi muito dessas dois assuntos, muito bom. eu tenho, mas ou menos uns mil filmes, gosto mas dos antigos. assim tambem, com músicas. olha se de para voce, ,responder, beleza, tchau, abraços.

    Comentário por charles damasceno de quadros | 26/07/2011 | Responder

    • Olá Charles,

      Obrigado pelos elogios,
      Posso garantir que é um excelente hobby, pois também coleciono tudo que trate sobre cinema e música das mais variadas formas (Vinil, CD, DVD, livros). Agradeço a sua participação e espero que você continue participando do blog.

      Abraço,

      Sávio

      Comentário por dsaviosoares | 28/07/2011 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: