SÁVIO SOARES

Cinema e música.

Miles Davis – “Sketches of Spain” (1960)


 
 “O Concerto de Aranjuez só ficou famoso porque Davis o descobriu e gravou.” – Ruy Castro no livro “Tempestade de Ritmos”.

Dizem que o compositor do Concierto de Aranjuez, Joaquín Rodrigo, não gostou do que Miles Davis fez com sua obra. Segundo o escritor Ruy Castro, quando Miles Davis soube do papo, disse o seguinte: “Talvez goste mais quando começar a receber os cheques pelos royalties”. Dito e feito, concluiu o escritor.
 
É considerado um dos discos mais acessíveis do trompetista. Neste disco, Miles Davis improvisa menos. Alguns críticos de música não consideram Sketches of Spain um disco de jazz. Pra mim não importa se é ou não, apesar de considerá-lo sim, um grande disco de jazz. Quando Miles soube que estavam discutindo sobre o referido assunto, ele foi direto: “É música, e eu gosto”. Estou com ele.  
Anúncios

28/09/2010 - Posted by | Uncategorized |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: