SÁVIO SOARES

Cinema e música.

“Um Sonho de Liberdade” (The Shawshank Redemption, EUA, 1994)


Neste filme, o otimismo é a marca registrada. Quando o ex-presidiário Red (Morgan Freeman), escreve o seu nome na madeira – o mesmo que fez o seu colega anteriormente – percebe-se, claramente, que temos duas saídas, mas você tem o livre arbítrio para escolher.

Na prisão, Andy é perseguido por homossexuais (“as irmãs”, extremamente violentos e desumanos) e desenvolve uma emocionante amizade com o presidiário Red. Há ainda uma marcação cerrada dos brutais diretor e carcereiro, que exploram o talento para a contabilidade de Andy através da violência física e mental.

Quando tudo parece que o filme vai terminar naquele velho estilo sentimentalóide, há um reviravolta emocionante e surpreendente, que nos mostra um Andy Dusfrene calculista e cerebral, mas que não esqueceu, apesar de todo o sofrimento no presídio, o valor da amizade.

Andy surpreendeu a todos, ninguém se atentou para um detalhe: o personagem vivido brilhantemente por Tim Robbins era um banqueiro de sucesso, entendia tudo de números. No final, eles (os banqueiros) sempre levam a melhor parcela, sempre.

Anúncios

07/03/2011 - Posted by | Uncategorized |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: