SÁVIO SOARES

Cinema e música.

“Todo mundo quer ser Cary Grant. Até eu quero ser Cary Grant.” – Frase dita pelo próprio.


 Elegância, charme e talento natural. Cary Grant tinha tudo isso na dose certa, aliado a um incrível senso de humor. Sem dúvida um dos maiores atores de todos os tempos.

Naturalizado americano, Alexander Archibald Leach nasceu em Bristol (Inglaterra), em 18 de janeiro de 1911. Fugiu de casa na adolescência para trabalhar como acrobata em um circo que ia para a América, tentou o vaudeville e, em 1932, foi contratado pela paramount para fazer frente a Gary Cooper, que estava se tornando “complicado”. O departamento de publicidade do estúdio ia dar-lhe o nome de Gary Grant, mas para não se tornar óbvio substituiu o G por C.

O novo ator foi logo chamado para ser galã de Marlene Dietrich em “A Vênus Loira” (1932), fez dois filmes com Mae West, cujo senso de humor combinava com o seu, e tornou-se o favorito de grandes diretores como Howard hawks e Alfred Hitchcock. Com Hawks, por exemplo, fez comédias finas: “Levada da Breca” (1938″ e “O Inventor da Mocidade” (1952). Já com o mestre do suspense, Hitchcock, este soube acentuar o charme e romantismo de Cary em filmes como “Suspeita” (1941), “Interlúdio” (1946), com Ingrid Bergman (sua melhor amiga até a morte), “Ladrão de Casaca” (1955) com Grace Kelly (outra grande amiga), e “Intriga Internacional (1959), sem dúvida o melhor filme do grande diretor.

Cary Grant era bissexual e nunca fez força para esconder isso de ninguém: Durante onze anos viveu com o astro do faroeste Randolph Scott, o qual conheceu durante as filmagens de “Sábado Alegre” em 1932. Os dois eram fotografados na cozinha, na sala e na piscina, não se preocupavam nem um pouco com o estúdio nem com a sociedade puritana da época.

Quando filmava “Orgulho e paixão” (1957) se apaixonou perdidamente pela colega a atriz e diva Sophia Loren. (Sinatra participava do filme e também se envolveu com a atriz, mas Sophia também se encantou e preferiu o charme de Cary Grant, o que ocasionou uma fúria no Frank que passou a chamá-lo de “Mamãe Cary”, devido a conhecida bissexualidade do ator)

Cary e Sophia ainda atuaram juntos em “tentação Morena” (1958) e apesar de apaixonados (o romance continuou em Hollywood) Sophia rejeitou a proposta de casamento do charmoso cary porque já estava comprometida com seu descobridor, Carlo Ponti.

Inconsolável, o ator ficou sozinho por sete anos até casar-se – pela quarta vez – com a atriz Dyan Cannon, única de suas mulheres a lhe dar um filho, Jennifer, nascida em 1966. a quinta e última esposa foi sua dedicada ex-secretária, Barbara harris, quarenta anos mais jovem, que ficou ao seu lado até sua morte, em 29 de novembro de 1986, dois meses antes de Cary completar 83 anos de idade.

Algumas curiosidades:

Cary Grant costumava cobrar por autógrafo (alguns centavos de dólares) na verdade, uma maneira de manter os fãs mais chatos afastados…

Durante muitos anos usou drogas, mais especificamente o LSD.

A quarta esposa Dyan Cannon, durante a audiência de divórcio disse sob juramento que Cary usava LSD semanalmente e batia nela para que “fosse domada como um burro” (!!!), pois desconfiava que a esposa era infiel.

Quando Ian Flemming criou o personagem James Bond pensou em Cary Grant para o papel do agente secreto.

Já afastado do cinema desde 1966, quando filmou “Devagar, Não corra”, Grant ingressou na indústria de cosméticos Fabergé, como relações-públicas, e logo se tornou executivo. Costumava dizer que o cinema moderno já não tinha lugar para seu tipo, humor e classe. Tinha razão.

Anúncios

01/05/2011 - Posted by | Uncategorized |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: