SÁVIO SOARES

Cinema e música.

“O Dossiê de Odessa” (The Odessa File, 1974)


O filme é baseado no ótimo livro do mesmo título de Frederick Forsyth. Odessa é uma Organização de ex-membros das SS, a temida polícia nazista. A organização formou-se no final da guerra para ajudar os hierarcas a desaparecerem. Para tirá-los da Alemanha. Para que escapassem com novas identidades. Centenas de documentos falsos foram entregues. Mesmo a guerra tendo acabado há quase 20 anos – o filme se passa durante a década 60. A Odessa cresceu como uma teia de aranhas e se espalhou por muitos países e o centro está na Alemanha.

Jon Voight é um jornalista em busca de uma grande matéria. A sorte surge quando o jornalista recebe de um amigo um dossiê feito por um judeu que acaba de falecer, descrevendo toda a organização e todo o seu sofrimento durante o período em que foi preso no campo de concentração. A partir daí Voight faz uma bela interpretação e, apesar do ritmo lento, o filme nos prende e nos toca de maneira emocionante quando acompanhamos o emocionante relato de sofrimento do autor do dossiê durante a segunda guerra mundial.

O jornalista é perseguido por membros da Organização, mas não desiste de localizar os cabeças, os líderes que destruíram tantas vidas, principalmente Eduard Roschmann (Maximiliam Schell), o chefe da SS conhecido como “O açougueiro”. Apesar de ficção, o filme possui imagens reais dos campos de concentração e de vários prisioneiros, tomando um tom ainda mais real e envolvente. Vale ver e rever.

Anúncios

19/06/2011 - Posted by | Uncategorized |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: