SÁVIO SOARES

Cinema e música.

“Sangue de Bárbaros” (The Conqueror, 1955) – O filme mais amaldiçoado da história de Hollywood.


Quando Marlon Brando deixou de atuar neste filme vivendo o papel do poderoso Gengis Khan, não sabia do que estava se safando. Provavelmente não teríamos o ícone Marlon Brando no papel de Don Corleone. Infelizmente perdemos outro ícone do cinema: Jonh Wayne, além de muitos outros atores de primeira, coadjuvantes e integrantes da equipe que participaram desta produção.

O filme foi um fracasso de crítica e de público devido a um péssimo roteiro. Mas isto não significou nada em comparação ao que ocorreu durante e depois das filmagens. Levou algum tempo para que o pessoal do cinema começasse a associar o câncer de Wayne ao de outros atores e técnicos que, assim como ele, haviam participado deste trágico filme chamado “Domínio de Bárbaros”, ou “Sangue de Bárbaros” (dependendo da boa vontade dos nossos tradutores…), rodado no deserto de Utah em 1955. Quando esta descoberta aconteceu, foi um choque terrível.

Vamos à lista fatídica:

– O diretor do filme, Dick Powell, que também atuou como cantor, morreu de câncer finfático em 1963.

– O ator mexicano Pedro Armendariz se matara, também em 1963, ao saber que tinha o mesmo tipo de câncer.

 – A atriz Susan Hayward morreu dez anos depois, após uma luta titânica contra uma série de tumores (morreria de um tumor no cérebro em 1975).

 

– A atriz Agnes Moorehead, que fez o papel da divertida e malévola Endora no seriado “A Feiticeira“, morreu na década de 70, também de câncer.

– Thomaz Gomes, com diversas aparições em seriados de TV, faleceu também de câncer na década de 70.

Você achou pouco? Coincidência? Então vamos lá: Além dos citados atores, outros 46 participantes da filmagem vieram a falecer de câncer. No final, 91 participantes, convidados ou familiares que estiveram presentes nas filmagens foram atingidos (incluindo os sobreviventes Michael e Patrick Wayne, filhos de John Wayne e Tim Barker, filho de Susan Hayward, que visitaram seus pais no deserto.)

Descobriram que alguns meses antes da filmagem, o governo americano realizou testes nucleares a céu aberto (hoje proibidos), a 220 quilômetros da locação, e que a equipe tinha sido exposta a um nível fatal de radiação. Uma tragédia sem proporções, sem comparações na história do cinema americano, quiçá mundial.

Anúncios

21/09/2011 - Posted by | Uncategorized | ,

5 Comentários »

  1. Amigo Sávio, como sabe sou professor de História e meu tema preferido é a Guerra Fria,realmente eu ignorava esse filme e muito menos a tragédia que nele ocorreu,filmar em uma area de textes nucleares jamais imaginei que um fato tão horrendo pudesse aconteder.
    Mais uma prova da idiotice que é fabricar armas atomicas,EUA e a União Soviética na época eram governados por generais enlouquecidos que só pensavam em armas de destruição.
    Este blog é uma exelente fonte de informação valeu Sávio.

    Comentário por michel | 23/09/2011 | Responder

    • Grande Michel,

      A área em que filmaram este filme, hoje em dia, é totalmente habitável. Por incrível que pareça!
      No mundo de Hollywood todos sabem desta tragédia, Mas infelizmente a divulgação (na época) foi diminuta.
      Valeu a força ao blog amigo,

      Forte abraço,

      Sávio

      Comentário por dsaviosoares | 24/09/2011 | Responder

  2. Caro amigo Sávio, não é a toa que seu blog é sucesso e sempre que posso estou aqui, suas informações são preciosas e sempre novas, eu pelo menos jamais saberia de tal fato se não estivesse conectado a voce…obrigado e parabens..

    Comentário por Roberto | 23/09/2011 | Responder

    • Obrigado Roberto,

      Este blog é dos que admiram o que é bom!

      Abração,

      Sávio

      Comentário por dsaviosoares | 24/09/2011 | Responder

  3. […] de: https://dsaviosoares.wordpress.com/2011/09/21/sangue-de-barbaros-the-conqueror-1955-o-filme-mais-amal… Compartilhe:EmailPrintFacebookTwitterGostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. […]

    Pingback por “Sangue de Bárbaros” (The Conqueror, 1955) – O filme mais amaldiçoado da história de Hollywood « Gabriel Nappi | 15/03/2012 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: