SÁVIO SOARES

Cinema e música.

“O Dia do Chacal” – O terrorista inspirou dois grandes filmes.


Teve início nesta segunda-feira em Paris, o julgamento do venezuelano Ilich Ramirez Sanchez, mais conhecido como “Carlos, o Chacal”, que chegou a ser um dos acusados por terrorismo mais procurados do mundo. Durante anos, ele foi o nome mais famoso do chamado terrorismo internacional, embora poucos conhecessem seu rosto. Descrito como “megalomaníaco” e “egocêntrico” por seus detratores, Carlos virou personagem de livros, documentários e filmes.

A carreira de Carlos, o Chacal, terminou em 1994, quando vivia no Sudão. O governo sudanês permitiu que forças especiais francesas o capturassem em seu território e o levassem para Paris, sem que houvesse necessidade da abertura de um processo de extradição. O ato mais recente de rebeldia do homem que aprecia charutos cubanos e não vive sem seus cachecóis de seda ocorreu no mês passado. Do telefone da prisão da prisão de Santé, em Paris, Carlos deu entrevista a uma rádio francesa, contando que seu novo companheiro de cárcere era o ex-ditador panamenho Manuel Noriega. Como punição, voltou a ser transferido para a solitária, onde já cumpriu grande parte de sua pena.

Há dois filmes interessantes com roteiro baseado em romance policial de Frederick Forsyth:

O primeiro filme (de 1973) é baseado em uma tentativa de fato de assassinar o presidente frances Charles de Gaulle que aconteceu em 1963, por obra de Jean Bastien-Thiry. O carro onde estava De Gaulle chegou a ser metralhado. Thiry era um funcionário público francês insatisfeito em perder seu cargo na Argelia, em virtude da independencia do pais promovida por De Gaulle.

Há uma refilmagem datada de 1997, com o título The Jackal, com Bruce Willis no papel do assassino, e Sidney Poitier como o agente policial.

Gosto dos dois. O primeiro tem um ritmo mais lento, cadenciado, mas considero superior ao segundo de 1997, que conta ainda com o ator Richard Gere no elenco.

Anúncios

07/11/2011 - Posted by | Uncategorized

4 Comentários »


  1. grande ,Sávio já passou da hora de o Chacal pagar pelos seus crimes!
    voltando a falar da França,mas desta vez de um assunto mais alegre!
    Le dame de la chanson francaise,a fabulosa Edith Piaf.
    Um amigo meu que estuda frances me disse que piaf nos anos 50 estourou vários sucessos nos Estados Unidos,bairristas como são os norte americanos,para uma cantora francesa fazer sucesso nos EUA teria que ser sensacional,isso Piaf era de sobra!
    Aqui ela em 1959 no programa do ED Sullivan.o mais popular dos EUA, até os dias de hoje, cantando o classico Milord.

    Comentário por michel | 07/11/2011 | Responder


  2. Sávio essa menininha tem 10 anos!
    como é um programa de Tv frances não entendi nada do que perguntaram a garota,
    mas isso não importa muito, basta ouvi-la!
    Boa musica não tem idade.

    Comentário por michel | 07/11/2011 | Responder


  3. A menininha é uma francesinha chamada Madaleine,com 10 anos tambem canta em ingles
    é sucesso na TV francesa.

    Comentário por michel | 07/11/2011 | Responder

  4. Boas postagens Michel,

    Abracos,

    Savio

    Comentário por dsaviosoares | 10/11/2011 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: