SÁVIO SOARES

Cinema e música.

“Nascido Para Matar” (Born To Kill, 1947)


O filme parece sugerir que a falta de dinheiro transforma um indivíduo normal em uma máquina de ganância, diposto a tudo para obtê-lo. A compunção de Sam, a fraqueza de Helen, a corrupção fácil de Arnett: tudo são sinais de baixo caráter e falta de moralidade – um núcleo podre que está vinculado à sua falta de riqueza.

O trabalho de Robert Wise em noir foi, sem dúvida, forjado por suas associações frutíferas com Val Lewton e Orson Welles, com quem desenvolveu a marca visual nos anos 1940 – o belo expressionismo gótico. “Nascido para Matar” é um melodrama brutal com uma base sexual fortemente presente, e um nível de amoralidade singular no ciclo noir.

Lawrence Tierney interpreta um dos personagens mais hediondos de todo o cinema, um exemplo de definição de um sociopata. O desempenho extraordinário do filme, porém, é de Claire Trevor – seu melhor desempenho no cinema (apesar de sua fama em Key Largo). Neste belo clássico noir, a psique humana é explorada com uma ferocidade implacável, mostrando o pior que um ser humano pode expor.

Anúncios

26/02/2012 - Posted by | Uncategorized |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: