SÁVIO SOARES

Cinema e música.

Ingrid Bergman, a deusa sueca.


Considerada uma das maiores atrizes de todos os tempos, Ingrid Bergman encantou o mundo com seu carisma e versatilidade em filmes como Casablanca (1942), Por Quem Os Sinos Dobram (1943) e Joana D’arc (1948). Arrebatou três merecidos Oscar: dois de melhor atriz por À Meia-Luz (1944) e Anastácia, A Princesa Esquecida (1957), e o de melhor coadjuvante por Assassinato No Expresso Oriente (1974). Nascida em Estocolmo (Suécia), em 29 de agosto de 1925, fez onze filmes em sua terra natal até ser contratada pelo produtor David O. Selznick para ir a Hollywood estrelar Intermezzo, com Leslie Howard, em 1939.

Aparentemente bem casada com o médico sueco Peter Lindstrom e mãe de uma filha, Pia, Ingrid chocou Hollywood quando abandonou família e carreira no cinema americano para acompanhar o diretor Roberto Rosselini à Itália, onde faria com ele o filme Stromboli (1950). A atriz e o diretor viveram um grande romance que culminou com o nascimento de um filho em 1950. Foi um escândalo e a desmistificação do mito Ingrid Bergman. Banida pelos puritanos, os cinemas já não exibiam seus filmes, e seu caso foi parar no Congresso Americano, pois queriam proibir seu retorno aos EUA, por desapontar os fãs com “tão má conduta”…

Ingrid só voltou à América em 1957, para receber o prêmio dos críticos de Nova York por Anastácia. Em 1958, foi aplaudidade pé pelos membros da Academia de Hollywood quando agradeceu o Oscar que lhe fora concedido no ano anterior. Divorciou-se de Rosselini em 1958 e casou-se com o empresário sueco Lars Schmidt, com quem viveu mais doze anos. Dos seus filhos, a única que seguiu sua carreira foi Isabella Rossellini, pois sua irmã gêmea Isotta nada quis com o show business. O primogênito (pivô do escândalo) Robertino, ou Robin, preferiu ser corretor de imóveis.

Em 1975, Ingrid descobriu que estava com câncer nos seios e precisou extraí-los. Depois, filmou, sob a direção do também sueco Ingmar Bergman, Sonata de Outono (1977). Em 1981, gravou em Israel a missérie de TV Golda, sobre Golda Meir, uma das fundadoras do Estado de Israel e que tanto admirava. Foi seu último trabalho. Ingrid morreu em seu apartamento de Londres, exatamente no dia em que completaria 57 anos de idade: 29 de agosto de 1982.

Cena inesquecível do clássico Casablanca…

Anúncios

27/05/2012 - Posted by | Uncategorized | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: