SÁVIO SOARES

Cinema e música.

Grace Kelly – “elegância sexual, ardor e senso de humor discretamente ocultos sob sua serena aparência”.


Alfred Hitchcock dirigiu-a em três filmes de sucesso: Disque M Para Matar (1954), Janela Indiscreta (1954) e Ladrão de Casacas (1955), partes de uma curta e vitoriosa carreira de onze filmes em cinco anos – Grace sempre disse que, se um dia resolvesse voltar ao cinema, seria através de Hitchcock.

Quando nasceu em Filadélfia (Pennsylvania, EUA) em 22 de novembro de 1928, Grace Patricia Kelly estava destinada a ser mais uma dama da sociedade local – sua família era muito rica. Mas, ainda na adolescência, matriculou-se na American Academy of Dramatic Art. Em 1949, quando a TV engatinhava, fez cerca de 50 peças ao vivo até ser vista por um agente de Hollywood que a recomendou ao diretor Henry Hathaway para Horas Intermináveis (1951). No ano seguinte, ela já contracenava com Gary Cooper em Matar ou Morrer. Grace estrelou Mocambo (1953), Amar É Sofrer (1954), que lhe rendeu o Oscar de melhor atriz, As Pontes de Toko-Ri (1954), Tentação Verde (1954), O Cisne (1956) e Alta Sociedade (1956).

Bela como uma estátua grega, aristocrática e impecável, a loura da Filadélfia era a própria expressão da pureza imaculada. Não foi por outro motivo que Alfred Hitchcock a apelidou ironicamente de “Princesa da Neve”. Ele dirigia em Disque M Para Matar e ficou chocado com a discrepância entre a imagem e a realidade e declarou que Grace tinha “elegância sexual, ardor e senso de humor discretamente ocultos sob sua serena aparência”. Por fim, o roteirista Bryan Mawr comentou mais tarde sobre ela: “Aquela Grace! Ela se entregava a todos.” A relação de amantes é vasta: Bing Crosby, Gary Cooper, Clark Gable, Frank Sinatra, Oleg Cassini, são apenas alguns exemplos famosos.

Durante as filmagens de Ladrão de Casacas, o jornalista francês Pierre Galante, então marido de Olivia de Havilland, apresentou-a ao príncipe Rainier, que procurava uma consorte para manter seu trono – um mêses depois, pediu-a em casamento. As luxuosas bodas aconteceram em 18 de abril de 1956 e Grace tornou-se Sua Alteza Sereníssima Princesa de Mônaco, quatro vezes duquesa, nove vezes baronesa e oito vezes condessa. Católica, Grace não desapontou os monegascos e deu a Rainier três filhos: Caroline (1957), Albert(1958) e Stephanie (1964). Usou sua coroa durante 26 anos. Dois meses antes de completar 54 anos, em 14 de setembro de 1982, Grace morreu em um misterioso acidente de automóvel na Côte D’Azur. Sobreviveu sua acompanhante, a filha caçula Stephanie que, dizem, dirigia o carro e, por ser menor, não entrou no inquérito.

Grace Kelly é, sem nenhuma dúvida, uma das 10 mais belas atrizes que Hollywood já produziu.

Anúncios

30/07/2012 - Posted by | Uncategorized | ,

3 Comentários »

  1. Grace kelly era uma mulher de beleza rara Sávio,Bela sensual e elegante alem de talentosa tudo ao mesmo tempo!
    Ate hoje ela é de tirar o folego de qualquer homem inteligente.

    Comentário por Michel | 31/07/2012 | Responder

    • Sem dúvida alguma, Michel: Uma das mais belas e sensuais atrizes da época de ouro de Hollywood

      Comentário por dsaviosoares | 06/08/2012 | Responder

  2. Michel, sem dúvida umas das mais belas do cinema…impressionante a beleza da Princesa de Mônaco…

    Comentário por dsaviosoares | 31/07/2012 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: