SÁVIO SOARES

Cinema e música.

Grace Kelly ganhou o Oscar de melhor atriz em 1955 pela atuação no filme “Amar é Sofrer”

29/05/2012 Posted by | Uncategorized | , | Deixe um comentário

Frank Sinatra ganhou o Oscar de ator coadjuvante pelo papel do soldado Maggio em “A Um Paso da Eternidade” (From Here To Eternity, 1953)…

09/05/2012 Posted by | Uncategorized | , | Deixe um comentário

Bette Davis, merecidamente recebe o Oscar por “Jezebel” (1938)…

26/04/2012 Posted by | Uncategorized | , | Deixe um comentário

Oscar…Curiosidades…

Entre um e outro discurso, o cenógrafo Cedric Gibbons – marido de Dolores Del Rio – desenhou na toalha da mesa a figura de um homem nu e forte, em pé sobre um rolo de filme, com as mãos segurando uma espada, que lhe cobria os órgãos genitais. Sua explicação para o esboço da estatueta, que deveria ser o prêmio da Academia: “A espada denota militarismo, disciplina, progresso e dinamismo, como no tempo das Cruzadas. Espero que meu simbolismo oriente os membros da indústria cinematográfica que, de certa forma, está dispersa, sem rumo. E, sem incentivos, a arte não sobrevive.” Coube ao escultor George Sidney a execução concreta do desenho de Gibbons, recebendo o pagamento de 500 dólares da Academia, quantia respeitável na época.

“O Artista”, meu preferido em 2012…

26/02/2012 Posted by | Uncategorized | | Deixe um comentário

Oscar, curiosidades…

A Academy of Motion Piture Arts and Sciences foi criada no dia 4 de maio de 1927, quando 36 líderes de Hollywood resolveram incentivar a produção cinematográfica – então engatinhando, nos filmes falados. Entre os sócios fundadores destacavam-se Louis B. Mayer, Joseph M. Schenck, Will Hays, Mary Pickford, Cecil B. De Mille, Frank Lloyd e Conrag Magel. Uma semana depois, em 11 de maio, 275 pessoas reuniram-se em banquete, no Hotel Biltmore, com o ator Douglas Fairnbanks, primeiro presidente da Academia, à cabeceira da mesa.

25/02/2012 Posted by | Uncategorized | | 1 Comentário

Oscar – Curiosidades…

Três pessoas disputaram a honra de haver batizado a estatueta com o nome Oscar. O jornalista Sidney Skolsky usou uma expressão vaudeville “Quer um charuto, Oscar!” A bibliotecária da Academia, Margaret Herrick, comentou: “É a cara do meu tio Oscar!” Mas, o apelido só “pegou” mesmo em 1935, quando Bette Davis, premiada como melhor atriz por Perigosa, analisou a estatueta nas suas mãos e fez uma irreverente declaração: “A bundinha dele é igualzinha à do meu marido Oscar…” Referia-se ao seu primeiro marido, o maestro Harmon O. Nelson, que chamava carinhosamente de Oscar, seu nome do meio. Desde então, a golden statuette passou a ser conhecida no mundo inteiro como Oscar.

24/02/2012 Posted by | Uncategorized | | 1 Comentário

Greer Garson – O discurso mais longo da história do Oscar.

 A atriz inglesa tornou-se conhecida não só pelas suas atuações, mas por ter proferido o discurso mais longo de agradecimento na história do Oscar.

Aconteceu em 1943 ao receber o troféu de melhor atriz por “Rosa da Esperança” (Mrs. Miniver). No livro “Lembranças de Hollywood”, a jornalista Dulce Damasceno de Brito disse que Garson falou por cerca de 40 minutos.

A bela atriz teve uma carreira expressiva no cinema, mas foi esquecida com o passar dos anos. Foram cerca de 35 filmes até 1978. Faleceu em 1996 aos 92 anos.

08/05/2011 Posted by | Uncategorized | , | Deixe um comentário

Ainda sobre o Oscar – Cadê os comediantes?

Ora, esse ano eu tive saudade do Billy Crystal. Para quem teve tantos bons apresentadores, nesse ano do Oscar os dois atores não transmitiram graça nem glamour algum.
 

 

Billy Crystal – Bom comediante e ótimo apresentador…

 James Franco e a bela Anne Hathaway – Bons atores, mas fraquíssimos na apresentação…

Percebe-se claramente que a Academia não é apreciadora de comediantes, parece que o cara tem que fazer um melodrama para cair nas graças e receber um Oscar. Foram muitos os atores comediantes que passaram despercebidos. Charles Chaplin ganhou um prêmio quando já mal conseguia andar. Jerry Lewis pode engordar ou emagrecer que não recebe nem um “obrigado”. Groucho Marx e Bob Hope (que apresentou durante anos a entrega dos prêmios) são outros que estão na malfadada lista de esquecidos.

Esquecido n.º 1: Bob Hope

Esquecido n.º 2: Groucho Marx

Esquecido n.º 3: Jerry Lewis

E Dean Martin? Pois é, Dino só passou a ser encarado como um bom ator quando participou do filme “Os Deuses Vencidos” (1958) ao lado daquele ator… como é o nome mesmo? Ah! Marlon Brando…

Esquecido n.º 4: Dean Martin

Eu sei que o problema não é só com os comediantes, o desabafo também vale para os outros esquecidos: Richard Burton, que 7 vezes disputou e não ganhou nenhuma! Orson Welles, Judy Garland, Lauren Bacall, Barbara Stanwyck e Kirk douglas, dentre tantos outros.

Por favor, senhores diretores da Academia, deixem pelo menos os comediantes apresentarem o Oscar, será bem mais divertido – nem que seja para falar mal depois…

12/03/2011 Posted by | Uncategorized | , | 9 Comentários