SÁVIO SOARES

Cinema e música.

George Harrison – 10 anos sem o Beatle.

O músico que entre suas composições destacam-se “My Sweet Lord” “Here Comes The Sun” e “Something”, esta considerada por Frank Sinatra como ‘a mais bela canção de amor ‘, faleceu no dia 29 de novembro de 2001, vítima de um câncer no pulmão.

Este ano, a história do músico será retratada no documentário ‘Living in the Material World’, documentário de Martin Scorsese.

Anúncios

29/11/2011 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Elizabeth Taylor – Foto para o amado da época.

Naquele tempo não havia photoshop e nem lipoaspiração. A mulher era perfeita assim mesmo.

Esta foto é única e recentemente foi mostrada ao público pela primeira vez. Trata-se da única foto conhecida da estrela Elizabeth Taylor, então com 24 anos, posando nua. O dono é um colecionador privado…
Esta foto foi um presente de noivado de Liz ao produtor Michael Todd, então seu terceiro marido. Ela foi feita por um de seus amigos mais íntimos, o ator e fotógrafo Roddy McDowall, que a convenceu a posar nua, prometendo que seria algo de muito bom gosto…

Ela presenteou Todd com a foto em 1956, quando ele a pediu em casamento, uma relação de curta duração, encerrada tragicamente, 13 meses depois do casamento, quando o avião particular de Todd sofreu um acidente durante uma tempestade sobre o Novo México…

29/11/2011 Posted by | Uncategorized | 4 Comentários

A noite, para mim, tem outro tom.

Releve a nostalgia. Trata-se apenas de uma constatação. Tudo comprovado na noite de quinta-feira em aniversário de amigo: A nossa vida noturna em outros tempos era amável, ligeiramente amarga e sem dificuldade, porque cada qual podia muito bem morrer no dia seguinte – não tragicamente, mas – como dizia Rimbaud – par delicatesse.

27/11/2011 Posted by | Uncategorized | 4 Comentários

Michael Feinstein – The Sinatra Project, Vol. II: The Good Life

25/11/2011 Posted by | Uncategorized | 4 Comentários

Nancy Sinatra – Três canções marcantes na voz da filha do Frank.

Seu maior sucesso como cantora foi a canção “These Are Boots Are Made For Walkin”, que, lançada na metade dos anos 60, se tornou um hino do movimento feminista.

Uma das canções que gravou, “Bang Bang” (originalmente gravada por Cher) voltou às paradas de sucesso quando foi colocada por Quentin Tarantino na ótima trilha sonora do filme “Kill Bill Vol. 

Em 1967 gravou a música tema do filme “You Only Live Twice” estrelado por Sean Connery.

25/11/2011 Posted by | Uncategorized | 3 Comentários

Robert Taylor – “Bonito demais para esconder o rosto atrás de uma máscara cirúrgica.”

Quando Robert Taylor tomava nos braços a divina Greta Garbo e murmurava-lhe ardentes frases de amor, em A Dama das Camélias, este ator de belo rosto, cabelos negros e olhos azuis foi apontado como homossexual (o mesmo aconteceu com Tony Curtis) pela imprensa hollywoodiana, algo jamais comprovado durante a longa carreira, que durou de 1935 a 1969, quando morreu de câncer nos pulmões. Havia sido casado com a talentosa Barbara Stanwich (1931-1951) e deixou viúva a ex-atriz alemã Úrsula Thies, que lhe deu dois filhos: Teresa e Tessa.

 

Nascido com o estranho nome de Spangler Arlington Brugh, Robert Taylor (assim batizado por Louis B. Mayer, chefão da Metro) abandonou os estudos de medicina da Universidade de Nebraska para se tornar o ator, devido à pressão de suas colegas, “bonito demais” para esconder o rosto atrás de uma máscara cirúrgica.

 

A saudosa Dulce Damasceno de Brito o conheceu quando o astro já estava com 42 anos, mas segundo a jornalista, “ainda mantinha os cabelos negros, e aqueles profundos olhos azuis que haviam encantado Garbo (o que não é pouca coisa…), em “A Dama das Camélias”, e Vivien Leigh, em A Ponte de Waterloo”. Dulce concluiu dizendo que Bob, pessoalmente, era um perfeito cavalheiro, sem a menor conotação de homossexualismo, como tentaram impingir-lhe no início de carreira.

24/11/2011 Posted by | Uncategorized | | Deixe um comentário

Elvis Presley – O Rei emociona cantando “Bridge Over Troubled Water.”

Alguns citam “My Way” como a marca do Elvis na sua última, decadente e melhor fase (para mim) da sua curta e estelar carreira. Mas para mim, a canção que marca e mais emociona na voz do Elvis, é esta. Dá uma pena danada por ele ter partido tão cedo…

 

Curto esta sua fase das roupas psicodélicas e espaciais, e das coreografias de artes marciais. Para mim, este é o Elvis que gosto de ver e ouvir. Nesta fase o Rei estava em declínio, o padrão de vida era altíssimo, o dinheiro dos espetáculos não supria as suas necessidades e caprichos, mas depois virou mito – merecidamente.

21/11/2011 Posted by | Uncategorized | | 6 Comentários

“Eu nunca tive a chance de brincar com bonecas. Comecei a trabalhar quando tinha seis anos.” – Billie Holiday

“Billie cantava o blues – algumas vezes do jeito dela – mas ela não era uma cantora de blues. Era uma estilista. Foi a primeira cantora que nós tivemos. Tocar com ela era demais. Eu ficava tão emocionado ao ouví-la quanto a platéia.” –  Count Basie

 

“Todas as cantoras deveriam se ajoelhar e agradecer a Deus por ter existido uma Billie Holiday.” – Annie Ross.

21/11/2011 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Play it, Sam…

Uma das melhores cenas de cinema do século 20.

21/11/2011 Posted by | Uncategorized | 2 Comentários

Natalie Wood – Novidades em tragédia hollywoodiana?

O processo sobre a morte da belíssima atriz Natalie Wood foi reaberto. Vamos ver o que descobrem sobre um dos casos mais misteriosos de Hollywood…

A irmã nunca desistiu de procurar uma hipotética “verdade”. O ator e ex-marido Robert Wagner jura –  “de pé junto” –  que não tem envolvimento, foi uma fatalidade. Vamos aguardar…

18/11/2011 Posted by | Uncategorized | 2 Comentários